O que você está procurando?

domingo, 17 de março de 2013

Filme - As Palavras

Um homem fracassado. Um forte desejo de sucesso. Uma oportunidade irrecusável.


Seria assim que eu resumiria As Palavras, filme lançado em novembro do ano passado (2012), e que contou com a presença ilustre de Bradley Cooper (Se beber, não case), Zoe Saldana (Star Treck) e Dennis Quaid (O Dia Depois de Amanhã).



Já fazia algum tempo que eu queria assistir ao filme. Não apenas pelo enredo, o qual é extremamente encantador, mas também pela participação de Ben Barnes, que interpretou o Príncipe Caspian na adaptação para o cinema de As Crônicas de Nárnia (minhas queridas Crônicas de Nárnia ^.^).

O filme narra a história de Rory, um homem que sonha em publicar um livro, mas vive em um mundo de completas frustrações. Tudo muda quando ele encontra o rascunho de uma antiga obra, que o encanta e desperta nele o anseio de ter sido o pai das tais palavras. Levado pelo apoio da esposa, e de certa maneira, pela falta de alternativas, Rory lança o romance como sendo seu autor. Com a obra, ele se torna um escritor reconhecido e conquista, finalmente, a vida que sempre desejou. Até que a chegada de um senhor misterioso muda o rumo da história. Ele alega ter escrito o livro anos atrás, e como se não bastasse, conta à Rory como todas aquelas páginas surgiram, deixando-o desnorteado. Mas é tarde demais para mudar as coisas. Afinal, o passado é irreversível.

As Palavras é o tipo de filme que você deve prestar bastante atenção, e no final ainda se pergunta se entendeu tudo certinho. O modo como os fatos são expostos é bem interessante, na minha opinião a maior magia do longa. Vamos ver se consigo explicar: alguém está contando uma história, nesta história, alguém conta uma história, e nesta segunda história, existe uma terceira. E no fim você percebe que todas tem o mesmo personagem! É mais ou menos assim...

Alguns dizem que não existe nenhum grande clímax no desenvolvimento do filme. Já eu acho que, a obra em geral é o grande acerto. O fim é um pouco triste, na verdade a vida inteira do senhor (aquele lá do começo, verdadeiro escritor do livro) te faz ficar com pena. Mas vale - E MUITO - assistir e tentar desvendar os enigmas, sorrateiramente propostos.

As Palavras é inteligente e sutil, melancólico e revelador.


Trailer>>




Nenhum comentário:

Postar um comentário