O que você está procurando?

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Sonho de Uma Noite de Verão - William Shakespeare


"Eu não te amo; portanto, peço-te: não me persigas."


Numa noite de verão, num bosque, quatro jovens enamorados encontram-se e desencontram-se: Lisandro ama Hérmia que ama Lisandro e é amada por Demétrio, que é amado por Helena; depois, Demétrio ama Helena, que ama Demétrio e é amada por Lisandro, que é amado por Hérmia. Na manhã seguinte, tudo se resolve, e há um casamento triplo, pois casam-se também o Duque de Atenas e a Rainha das amazonas. Na festa, no palácio do Duque, apresenta-se uma peça de teatro amador, escrita e encenada por trabalhadores locais. É hilariante de tão ruim a "comédia trágica", que teve ensaio naquela noite de verão, naquele bosque, habitado por fadas e duendes que têm seu Rei e sua Rainha, que disputam a guarda de um menino indiano, e por isso esta Rainha apaixona-se, naquela noite de verão, por um mortal com cabeça de burro.

Ação e movimentação, paixões e casamentos, brigas e reconciliações, equívocos e finais felizes. É um Shakespeare muito divertido e nada trágico, um "sonho" originalmente escrito para uma festa de casamento na vida real.



Nome pesado o do autor, não é?
'Sonho de Uma Noite de Verão' é uma das mais conhecidas obras de William Shakespeare (1564 - 1616), um clássico que vem atravessando gerações e nunca perde sua essência tão intensamente pura.

Narra a história de um casal apaixonado que, devido à não permissão do pai da moça e o fato desta já ter um 'futuro marido', não pode permanecer junto. Assim Hérmia e Lisandro planejam fugir durante a noite, marcando então de se encontrarem em um bosque, onde fadas e duendes residem. A fuga assim, é revelada à Demétrio, o noivo, pela então amiga de Hérmia, Helena, que é apaixonada por Demétrio. Confuso?

Enquanto estes esperam no bosque, começa a grande desordem. Oberon, Rei das Fadas e Duendes, objetivado a tirar de Titânia, a Rainha, um menino que ela pretende criar como filho, pede a um de seus servos que o traga uma flor que fará com que ela se apaixone pela primeira coisa que vir. Este na verdade é apenas o motivo da confusão. Bute, o duende responsável, confunde as ordens de Oberon de também colocar a poção em Demétrio (para que ele se apaixone por Helena) e a coloca em Lisandro (que se apaixona por Helena Oô).

Conforme a história se desenrola, todos aqueles que amavam Hérmia, começam a cortejar sua amiga, o que a deixa desorientada. Neste meio termo, Titânia também passa a muito estimar um homem com cabeça de burro, o que fazia parte da estratégia de Oberon. 

No fim das contas, tudo acaba se resolvendo (menos quanto à Demétrio, que continua a amar Helena), e os casais finalmente realizam sua união matrimonial.



Sonho de Uma Noite de Verão é uma obra riquíssima em todos os sentidos. A linguagem, apesar de extremamente culta, é de fácil entendimento, e sempre vem com um grande cunho poético. As declamações são muito bem estruturadas e com um vocabulário... Creio que a palavra seja maravilhoso.
Mas enfim, tudo que disse é inútil... Afinal, estamos falando de Shakespeare. Suas qualidades como escritor estão tão óbvias que tentar elogiar uma de suas peças é a coisa mais clichê do mundo.

Como já dito na sinopse, a história é realmente um sonho... Como uma brisa leve que passa à frente de seus olhos, gélida e calma, apenas para refrescar sua visão. Existem partes no livro onde a vontade (ao menos foi esta minha reação) é de esmagar os personagens... É simplesmente inacreditável as atitudes que eles são levados a tomar.

A leitura é deliciosa, porém muito rápida (triste :/) - em duas horas no máximo já se chega ao fim da peça.
Recomendado não apenas para quem quer conhecer um pouco de Shakespeare e da cultura daquela época, pois também é um passo tempo extremamente agradável e recompensador. 




Dados Importantes:
Título Original: A Midsummer's Nigh Dream
Título Nacional: Sonho de Uma Noite de Verão
Autor: William Shakespeare
Ano: Entre 1594 e 1596
Gênero: Comédia
Páginas: Varia - Meu exemplar (pocket) tem 122

Capa do Filme: 

Algumas outras edições:
                



2 comentários:

  1. Eu peguei esse livro na biblioteca para ler um dia, mas era a peça. ;/ E bom, eu não gosto desse tipo de leitura. Então ele voltou para a prateleira quase no mesmo instante.
    Mas eu ainda tenho esperanças que eu vou encontrar essa versão de que você falou tão bem. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura, a única versão é a teatral.
      Shakespeare escrevia peças. Este que li, não é diferente. Na verdade não achei muitos poréns no estilo de escrita, amo ler este estilo (talvez por que trabalhe com teatro constantemente), não há muita diferença entre a prosa.
      Experimente ler. Você pode achar mais complicado no começo, mas acaba se acostumando.
      Bjk, Rafa ♥

      Excluir