O que você está procurando?

quinta-feira, 9 de maio de 2013

A Menina Que Fazia Nevar - Grace McCleen


"Transbordante de tensão e ternura, este romance é em si um pequeno milagre."
-DAILY MAIL

A menina que fazia nevar

Aos dez anos, a pequena Judith vê o mundo com os olhos da fé, e onde os outros veem mero lixo, ela identifica sinais divinos e uma possibilidade de criar. Assim, constrói bonecos de pano e inventa para eles histórias felizes no mundo de sucata que criou em seu quarto, chamado Terra Gloriosa. O que nem Judith poderia imaginar é que talvez seu brinquedo seja mais do que uma simples maquete. 

Pelo menos é o que parece quando ela cobre a Terra Gloriosa de espuma de barbear e a cidade aparece coberta de neve na manhã seguinte. Um pequeno milagre, é assim que ela interpreta esse e outros sinais parecidos. Tão pequeno que muitas pessoas poderiam pensar que não passa de coincidência, mas Judith sabe que milagres nem sempre são grandes, e que reconhecê-los é um dom de poucas pessoas. 

Longe de ser benéfico, no entanto, esse poder traz consigo uma grande responsabilidade, afinal nosso ato mais bem intencionado pode ter resultados desastrosos.





Sabe quando que você termina um livro e percebe que teve em suas mãos algo muito maior do que podia imaginar?

A mãe de Judith morreu no parto, e após o acontecido seu pai, John, mudou completamente, se tornando uma pessoa fria e calada, tenho na igreja que ajudou a construir, seu único refúgio. Judith cresceu estudando a Bíblia e crendo que a chegada do Armagedom seria a solução para todas as tristezas de sua vida. Mas as coisas na escola começam a ir muuito mal e, em busca por algo que a possa ajudar, Judith realiza o que nomeia seu primeiro milagre. Fazendo nevar na maquete de mundo que existe em seu quarto, a menina de 10 anos de idade, acaba criando neve também no mundo real.
A partir daí vem uma sucessão de outras realizações, mas com o tempo Judith percebe que talvez, o dom que recebeu possa acabar destruindo não só a ela, mas como toda a existência em si.


A Menina Que Fazia Nevar é uma obra incrível! No começo, eu não estava gostando nem um pouco, mas não me arrependi de maneira alguma de ter continuado. Pode parecer um livro daqueles chatos cheios de lição de moral e ensinamentos esperançosos - tudo bem, não deixa de ser -, mas além disso é uma história muito bem planejada.

Os capítulos são bem curtos, e de diferentes formatos entre si. Alguns são capítulos normais, outros cartas, lembranças e até mesmo receitas.

Tive a impressão - e tenho certeza - de que não consegui extrair tudo que o livro tem para oferecer. Tanto que pretendo lê-lo novamente. Deve-se ter a mente bem aberta e prestar atenção em todos os detalhes para que nenhum deles escape. Existem muitas metáforas no livro, mas é preciso cuidado para identificá-las e interpretá-las.

Aah, e mais uma coisa. Li algumas outras resenhas e, não sei se é por que as pessoas não perceberam ou por que não queriam mencionar, mas notei que existe uma grande "mentira" (se é que podemos chamar assim) na história. Não vou dizer o que é, por que seria um Spoiler gigantesco, mas quem for ler, se prestar atenção verá que, talvez, não seja Judith que realmente tem um poder... Tá, calei.

A Menina Que Fazia Nevar é o tipo de livro que se leva para a vida.. Nossa, isso foi muito fresco.
Mas antes de começar, a pessoa deve estar preparada para um livro de bastante reflexão. Às vezes deve-se esforçar para compreender a verdadeira faceta da história.
De qualquer maneira, é um livro muuuuito bom. Impactante, diria.

Dados Importantes>>
Título Nacional: A Menina Que Fazia Nevar
Título Original: The Land of Decoration
Autor: Grace McCleen
Editora: Paralela - Companhia das Letras
Páginas: 310
Ano: 2013
Tema: Ficção Inglesa

BOOK Trailer


Outras Edições:
  
 


Leia os três primeiros capítulos:

2 comentários:

  1. sério que vc gostou tanto assim desse livro? Eu li e gostei, mas um livro que vou levar pra vida inteira é A Culpa é das Estrelas...esse sim marcou minha vida *.*

    Mas A menina que fazia nevar me fez refletir muito!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto muito de A Culpa é das Estrelas, Kami. Como eu disse na resenha dele é um livro que existe por si só, e claro, é inesquecível.
      Mas também adorei A Menina Que Fazia Nevar, foi um livro que realmente me surpreendeu, e acho que foi por isso que me apeguei tanto. Eu não esperava ler o que li;
      Bjk, Rafa rsrs

      Excluir