O que você está procurando?

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Lugar Nenhum - Neil Gaiman


"Um espião do Mundo de Cima, hein? Eu deveria rasgá-lo da garganta à barriga e adivinhar seu futuro com suas entranhas."

 

Em 'Lugar Nenhum' Neil Gaiman conta a história de Richard Mayhew, um jovem escocês que vive uma vida normal em Londres. Tem um bom emprego e vai se casar com a mulher ideal. Uma noite, porém, ele encontra na rua uma misteriosa garota ferida e decide socorrê-la. Depois disso, parecer  ter se tornado invisível para todas as outras pessoas. As poucas que notam sua presença não conseguem lembrar exatamente quem ele é. Sem emprego, noiva ou apartamento, é como se Richard não existisse mais. Pelo menos não nessa Londres. Sim, porque existe uma outra - a Londres-de-Baixo. Constituída de uma espécie de labirinto subterrâneo, entre canais de esgoto e estações de metrô abandonadas, essa outra Londres é povoada por monstros, monges, assassinos, nobres, párias e decaídos - e é para lá que Richard vai.





Por incrível que pareça, desta vez não foi a capa que me fez ter interesse (mas sim, eu amei a apresentação). Quando li (lá no blog Aceita um Leite?) que aconteceria algo em uma "Londres de Baixo", a palavra LONDRES me fez na hora procurar saber mais. Isso pode ser um pouco bobo, mas afinal, foi o que me trouxe até aqui, então...

Eu não imaginava encontrar o que encontrei. A realidade do outro mundo é tão bem descrita que fica até difícil acreditar que não seja real (no caso para nós.. para eles na história é real, né?). 

Por razões indefinidas Richard acaba encontrando Door (a garota ferida na rua), e exatamente pelo fato de tê-la ajudado, sua vida vira de cabeça para baixo, e então, para conseguir reconquistar sua antiga realidade, ele acaba entrando em uma busca juntamente com sua socorrida por algo que ele desconhece as dimensões. A partir do momento em que adentra no novo mundo (na verdade nem tão novo assim) ele irá de deparar com uma segunda noção do que é o certo ou o errado, do que é bom ou ruim, do que é confiável ou... Fedorento demais para se confiar.

Ao decorrer da história, você passa a conhecer muito bem o Submundo, que não é apenas algo abaixo da verdadeira Londres, mas também uma dimensão diferente. Ele tem uma magia oculta, algo além dos brilhinhos de abracadabra dos livros de fantasia em geral. 

E os personagens? 
São incríveis, incríveis, incríveis!
É óbvio que um mundo distinto merece uma população distinta. E neste caso os personagens (até mesmo os vilões, na verdade, principalmente os vilões) me conquistaram inteiramente. Eles são tão... completos! Cada um é tão bem construído, tão bem diferenciado dos demais...

O cenário...
Por mais imundo, perigoso, lotado... Eu gostaria de por acaso acabar caindo lá. Sério, é o tipo de local onde tudo pode acontecer. Onde tudo pode ser encontrado. Onde existem bestas, anjos (anjo, na verdade), pessoas poderosas, psicopatas... O livro é muito, muuito bem ambientado. Não existem brechas (não que eu tenha percebido) referentes a isto. 

Olha, este foi o primeiro livro do Neil Gaiman que li. Mas 'Stardust' (o livro foi escrito por ele) é um dos meus filmes favoritos. 
Vi algumas semelhanças, alguns detalhes que se parecem, como o Mercado, por exemplo. Mas isso é bom, nossa, como isso é bom! 


Sei que não posso "falar" muito por que é spoiler... E isso é chato.
Adianto que o enredo surpreende desde o começo. Acontecimentos bem bizarros, mas ou mesmo tempo combustível para acelerar a leitura. É algo viciante.
E claro, estou conhecendo Londres super bem agora. A quantidade de informação (como a série do Tigre trás da Índia) é muito grande. Detalhes muito detalhados. 

Amei, amei, amei. 
Só teve uma coisinha que fiquei em dúvida no fim... Mas deixo em off por enquanto.
Eu queria uma continuação. :(

Ps.: Aaaaaaaah, como esqueci? 'Neverwhere' já foi uma série na BBC. Iniciada em 1996, e com no total seis episódios de 30 minutos cada.


Dados Importantes>>
Título Original: Neverwhere
Autor: Neil Gaiman
Páginas: 335
Ano: 2010
Editora: Conrad 

Outras Edições:

   

Olhem que legal esta arte dos personagens:


Então, é isso.
Bye, e até a próxima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário