O que você está procurando?

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Parceria + Entrevista com Agatha de Assis


E é com muito prazer que voz anuncio mais uma maravilhosa parceria!

A escritora Agatha de Assis, autora dos livros Melancolia e Desolada, foi super gentil ao responder a entrevista para apresentação, onde além de dar alguns detalhes sobre suas obras, expôs seu ponto de vista em relação à Literatura nacional.
Vamos conhecer um pouquinho do trabalho dela?


Agatha tem 24 anos, e além de escritora trabalha
como editora, revisora, crítica literária e redatora.
*Quando e como você percebeu que "deveria" ser escritora?
Eu sempre escrevi desde criança, e mesmo não sabendo quando e como, eu tinha convicção de que essa seria a minha carreira. Pois, mesmo pequena, era o que gostava de fazer. Talvez fosse por isso o motivo de ter sido nerd por toda a minha vida. Porque eu percebia algo que muitos não percebiam. Que só conseguiria alcançar aquilo que deseja estudando muito. E até hoje sou uma nerd assumida, pois, não paro de estudar nunca. (rrsrsr)



*Melancolia foi seu primeiro livro publicado, correto? Ele também foi o primeiro que escreveu ou você teve outros projetos antes dele?

Ele está sendo o primeiro a ser publicado. Mas tive um livro chamado “Doce Malícia” que escrevi quando era adolescente...






*Seus textos são uma mistura de fantasia e mistério, de onde você tira inspiração para escrevê-los?

Você poderia me dar o nome de a “Rainha do Drama”. Adoro um bom drama. Incluindo filmes, livros, obras de artes e tudo o mais.
É algo inexplicável na verdade, confesso que de início eu me sentia mal por colocar sentimentos escritos dessa forma. Mas, depois percebi que isso vinha de dentro de mim, que fazia parte do pacote como escritora.  E fui melhorando em saber que tocavam a alma de meus leitores e faziam compreender as mensagens dessas crônicas.
Como eu já havia comentado antes, nenhum escritor é igual a outro. Eu sou assim. Simplesmente isso.



*Existe algum escritor que você considera um exemplo a ser seguido? 

Muitos, muitos e muitos... Jane Austen e Emily Bronte são as principais em meu coração. (rsrsrssr) Mas confesso que estou rindo alto agora, acabei de responder a uma entrevista da qual eu dizia que perguntar isso aos amantes de livros é judiação. (rsrsrssr)



*A carreira literária ainda não é muito bem vista nos dias de hoje, principalmente no Brasil, onde ainda não existe muito incentivo nesta área. Em sua opinião quais são as maiores dificuldades em assumir este papel?

Eu discordo ao dizer que a carreira literária não é bem vista no Brasil, pelo contrário. Ser escritor é uma dádiva que quase todos querem, mas que quase nenhum consegue ter. Sinto-me abençoada.
Já ao fato de sermos um pouco atrasados em divulgações, publicações e valorizações em geral; eu concordo. Mas tudo isso só acontece porque não temos leitores suficientes como em outros países. E nem temos pessoas que se informem direito ou que queiram procurar por algo. Acredito que o Brasil ainda é muito atrasado por causa do comodismo e conformismo. Isso não só se refere às classes trabalhadoras, como as econômicas e sociais.
Do que adianta pedir mais educação na escola (não que isso não seja o correto), e não ter um mínimo esforço de pegar em um livro para ler.
Eu cresci em uma época boa comparada as de meus pais. O computador já havia sido inventado e já tinha muitos livros ao nosso alcance.
Mas e a geração de hoje, que tem todo o alcanço da tecnologia em suas mãos e só perdem tempo com coisas fúteis?
É disso que estou dizendo.
O mundo muda quando as pessoas tomam decisões de mudar com ele.



*Quais são as principais semelhanças e diferenças entre Melancolia e Desolada?

Foi bom ter perguntado isso, porque as pessoas tem uma grande mania de confundi-los, não por ser culpa delas. Mas, a semelhança começa no nome não é?? Não foneticamente, mas significativamente. Embora ambos pareçam falar de tristezas; Melancolia é diferente, primeiramente por ser uma antologia e defender a vida e tudo o que há nela com todas as forças. Já Desolada, como diz o nome, tem “uma” certa paixão pela morte, é um romance com um tema sobrenatural que invade muito o mundo gótico com todas essas tristezas que os adolescentes e jovens passam quando tem uma certa depressão ou falta de alguma coisa em suas vidas nos tempos de hoje.
Mas a semelhança de Desolada com Melancolia começa a voltar no final do livro, quando a protagonista resolve lutar e não mais ser vítima de um “suposto” ser sobrenatural que tenta leva-la ao abismo. Este como Melancolia é um livro que pode ser considerado metafórico. Pois, eu vejo o mundo em minha protagonista. Agora, basta que o leitor tenha uma mente bem aberta para conseguir entender a mensagem por detrás da maquiagem feita propositalmente por mim.
Mas garanto que vale a pena ler os dois e interpretá-los. Exercer a explanação em nossas vidas é muito bom, como um grande desafio à nossa mente.

 


*Algum livro favorito?

Sim, Antes que eu vá de Lauren Oliver, O morro dos Ventos Uivantes de Emily Bronte, A lira dos vinte anos de Alvares de Azevedo. (isso os quais resolvi citar, porém, existem muitos outros).



*O que os leitores devem esperar daqui para frente?

Esperar é uma palavra muito chata e agoniante. Coitado dos meus leitores. Só posso afirmar com toda a certeza de que verão muitos livros serem lançados ainda... Se gostam de minha escrita e me admiram, então acho que isso é uma boa notícia.


Fico muito grata pela atenção da Agatha, e a parabenizo mil vezes por seu trabalho tão incrível.

Quem quiser conhecer um pouco mais, deixo abaixo alguns links para contato, onde vocês podem se informar sobre os lançamentos e ter uma amostra com contos e crônicas.



3 comentários:

  1. Venho aqui deixar meu agradecimento pela parceria e pelo carinho que me concedeu nesta jornada Rafa!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal esta entrevista! Deve ser muito chato quando um leitor não consegui ver o que os escritores tetam nos mosrstrar por trás de toda esta "maquiagem" literária. Todo livro tem seu valor e sempre, nem que seja minimamente, irá nos trazer uma lição de vida. Amei a entrevista e espero um dia poder dar uma entrevista destas.

    Beijos!E sucessos para a escritora!

    eueminhacultura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parabéns para as duas pela parceira, achei muito legal a entrevista!
    bjs
    Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir