O que você está procurando?

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Linhagens - Eleonor Hertzog


A segunda explosão, praticamente simultânea, foi de luz branca e ventania, indicando a ativação da sensibilidade a patamares cada vez mais elevados. Sempre significava problemas. Grandes problemas.



E se você descobrisse que a Terra guarda grandes segredos?

E se esses segredos fossem poderosos o suficiente para modificar o rumo de nossas vidas?
...Linhagens...
Laços se estreitam, conflitos irrompem.
Erros foram cometidos e o tempo está acabando.
Nada é o que parece ser. Segredos emergem de Casas e Linhagens.
Peggy corre grandes riscos e as consequências das próximas decisões podem colocar tudo em jogo.
Os Melbourne mais uma vez terão que provar sua capacidade de resolver problemas.
As consequências de cada decisão afetarão o Universo inteiro...
Caberá apenas a Uma geração... Todas as decisões!






Enredo e Estrutura

Linhagens, como seu antecessor Cisne, pode ser dividido em duas partes: a primeira, com o foco mantido no veleiro dos Melbourne; e a segunda, com a atenção voltada para um cenário mais amplo.

Os personagens e ambientes nesta primeira fase continuam os mesmos, tornando-a uma clara extensão dos últimos momentos do primeiro livro – o primeiro capítulo de Linhagens, por exemplo, se encaixa perfeitamente com o último capítulo de Cisne. O dia-a-dia no barco também permanece como de costume, ainda com a presença do repórter terráqueo Jean Rieve e dos três tariliano do Intercâmbio. As situações “constrangedoras” que se deram no fim do volume anterior são apenas pequenos detalhes, que só tomaram atenção novamente mais adiante, com a saída de Giles de seu auto confinamento.

Já no princípio do livro começam a surgir os esperados obstáculos na rota da família Melbourne, mas desta vez não se trata de nenhum pequeno impedimento. Peggy, a Sensitiva, sente Morte, mas não consegue identificar perigo, o que deixa toda a tripulação assustada. Quando finalmente a contradição se explica, tem início uma das partes mais movimentadas de Linhagens. Momentos de tirar o fôlego com a dose perfeita de ação, que nos acompanham por cerca de cinco capítulos – que são um pouco mais curtos que em Cisne. Nas cenas em questão a reação que se dá não é a de uma leitura, existe uma forte sensação cinematográfica nas descrições precisas e bem elaboradas que, mesmo com o grande desenvolvimento de aventuras na literatura atual, não são algo fácil de se encontrar. Nestes mesmos picos da história, a ficção científica/fantasiosa de Uma Geração. Todas as Decisões. harmoniza-se criando uma atmosfera impecável, que não envolve apenas instantes de adrenalina, mas também revelações inesperadas e transformações admiráveis, e que não apenas concluirá, mas também guiará a transição para o segundo estágio da narrativa.

São como dois livros diferentes que detém uma forte interdependência. A segunda parte de Linhagens não se passará no Cisne, pois o ponto central agora é a capacidade de Alteração mental de Peggy, que pode ter sido liberada com os acontecimentos previamente mencionados. A Casa de Merine, que já tinha um papel importante na obra, será o cenário principal dos próximos acontecimentos, e reservará muitas surpresas que, mesmo depois da grande movimentação nos primeiros capítulos, levarão às principais conclusões da obra.

Eleonor Hertzog, com espantosa maestria, vai acrescentando detalhes ao decorrer do enredo de Linhagens que aos poucos, e individualmente, vão tomando amplitude até se tornarem grandes êxitos. Intrigas, desconfianças, obrigações, interferências, mistérios, artimanhas... Mais uma vez sua obra consegue uma união equilibrada e simétrica entre os inúmeros estilos de literatura.



O Exemplar

Contando nos dedos consigo fazer o levantamento dos livros que foram tão bem elaborados quanto Linhagens. Não me refiro à história em si (mas sim, muuito bem elaborada), mas ao exemplar, ao objeto livro, à coisa física. Pois bem, começamos com as apresentações normais e com um Prefácio escrito por Keila Gon (autora de Cores de Outono), e logo nos deparamos com algo bem incomum: uma mensagem diretamente da autora para os leitores. Uma mensagem coloquial e deliciosa de ser lida, que precede algo ainda mais incomum em séries... Um resumo do livro anterior. Sim, um resumo! Para quem leu Cisne há muito tempo e quer refrescar a memória, temos 16 páginas escritas por Henry Melbourne relatando os fatos acontecidos até então. 

E chegamos ao Era Uma Vez, também presente em Cisne, que introduz maravilhosamente Linhagens. E agora, em fontes maiores para chamar mais a atenção, uma outra mensagem - que fica de surpresa para quem for ler. Temos a história... E depois dos agradecimentos, um Apêndice! Exatamente, no fim do livro existe uma espécie de Dicionário contendo nomes de personagens, lugares, títulos de Linhagens... E suas respectivas explicações. Fabuloso, não?

Sobre a capa. 
Em vários momentos parei de ler uma descrição para olhar a imagem e confirmar se aquele era o local que estava sendo descrito. Na maioria das vezes não era, mas quando chegou o momento, aí sim confirmei minhas suspeitas de que a capa é simplesmente perfeita.


Opinião




Classificação



Dados Importantes>>
Título: Linhagens
Série: Uma Geração. Todas as Decisões.
Autor: Eleonor Hertzog
Páginas: 698
Editora: Letra Impressa
Ano: 2013
Tema: Ficção Científica / Fantasia



Links 






PS.: 
Não posso, em circustância alguma, deixar de agradecer um milhão de vezes pela Eleonor ter me enviado este livro. Obrigada, obrigada, obrigada! Só tenho uma coisa para te dizer, sou sua FAN. Linhagens conseguiu algo que os livros não conseguiam há tempos, que é alterar meu pódio de três obras favoritos. 
Mensagem direta: Você é incrível!!!

E claro, agora sobre o Dream Cast, assim que possível posto a segunda parte, já que o primeiro não abrangeu todos os personagens da série.

Até mais :)

4 comentários:

  1. Oi Rafa amiga amei sua resenha realmente a maestria da Eleonor fez desse livro uma viagem sem igual eu quero ler novamente, eu tive o prazer de conhece-la na Bienal e ela é dona de uma vibração boa sem igual, é iluminada, até chorei kkkk!!!
    Amiga vê senão some viu saudades de vc!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafa, belas palavras na resenha, princesa. É sempre gratificante para nós leitores, quando nos deparamos com um excelente livro.
    Beijinhos e boa semana.
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Linda resenha ♥
    Estou lendo "Cisne" >.< E amando ♥
    Beijos

    http://euleiosophieoliver.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    O livro é bem grande , não ? Adoro livros assim !
    Amei a resenha , me interessei muito :)
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir